Fortuna de Emílio Surita foi construída com Bitcoin

2292

Emílio Surita fez fortuna com Bitcoin?, acredite, o famoso apresentador do programa Pânico no Rádio, declarou que ficou rico ao investir em bitcoin juntamente com Daniel Zukerman.

O apresentador teria comprado Bitcoin em 2010 por influência do humorista, cantor e dublador Daniel Zukerman.

“Eu fiquei rico com Bitcoin, você acredita nisso? Eu e o Daniel Zukerman … Ele que me deu a dica”.

O apresentador afirma que está muito feliz com o que o Bitcoin se tornou. A criptomoeda criada pelo pseudônimo Satoshi Nakamoto está revolucionando o mercado financeiro e é considerada um verdadeiro ouro digital.

“Tô muito feliz. Nunca pensei que isso fosse virar o que virou.”, ressaltou Surita.

Emílio Surita – Fortuna

Emilio Surita ficou nacionalmente conhecida fazendo parte do programa Caldeirão do Huck, ao lado do Bola (Marcos Chiesa). Mas o auge veio no Programa Pânico na TV e Pânico na Rádio Jovem Pan, aonde faz sucesso a mais de 20 anos, chegando a ganhar mais de 300 mil reais por mês de salário na Band, tendo uma fortuna avaliada em mais de 15 milhões de reais.

O nome completo dele é Antônio Emílio Sáenz Surita, pai de Dudu Surita e casado com Anne Surita (Pepela).

Emílio Surita Fortuna
Emílio Surita Fortuna

Biografia e Carreira

Surita concluiu o curso de Direito, mas jamais quis ser advogado. Iniciou sua vida no rádio na Rádio Clube AM de São Manuel. Dessa experiência, surgiu a oportunidade de trabalhar como jornalista na Rede Globo de Televisão. Em 1983, entrou para a Rádio Bandeirantes FM de São Paulo.

Apresentou programas jovens (Batalha do Amor, 1987), de videoclipes (Superspecial, em 1984) ou de prêmios (Batalha 85, ao lado de Cristina Prochaska) na Rede Bandeirantes, além de fazer a cobertura de bailes de Carnaval para a emissora da família Saad no final dos anos 1980. Nos anos 90 também foi apresentador do programa Siga Bem Caminhoneiro, no SBT.

Por 20 anos, Emílio Surita esteve a serviço quase exclusivo de programas de rádio com segmentos de música, humor e entrevistas da Jovem Pan.

Desde 1993 comanda o Pânico na rádio (que é o embrião do Pânico na TV). Surita busca encontrar pessoas capazes de alavancar a audiência. Seu programa de rádio conta com entradas ao vivo de funcionários da Jovem Pan, além de ex-ouvintes.

Trabalhou também como apresentador do programa de vendas de produtos TV Mappin, Emílio teve rápidas passagens pela extinta Rede Manchete, em um programa jovem que tinha como coapresentadores Tim Rescala, Patrícia Pillar e João Kléber, pela Rede Bandeirantes em um programa parecido (só que em voo solo), pela Rede Record e pela Rede Globo, no programa Caldeirão do Huck.

Em 28 de setembro de 2003 convocou um grupo de rapazes com escassa experiência em TV, montou um cenário de cinco mil reais, encaixou-se na grade da quinta rede de TV do país (RedeTV!) e foi disputar a audiência das tardes de domingo. Em um ano, o programa Pânico na TV tornou-se um dos mais bem-sucedidos programas dos últimos tempos nos anos 2000. Passou a alcançar média de sete pontos no Ibope e picos de treze pontos.

Em 2012, Emílio trocou de emissora, passando a ser apresentador e narrador do Pânico na Band até 2017. (Fonte: Wikipédia)

Outros famosos que investem em Bitcoin

De Sérgio Mallandro ao famoso empresário e apresentador do aprendiz Roberto Justus, a lista traz celebridades que investem em criptomoedas desde 2010.

Além de investidores anônimos e pouco conhecidos no mercado, o Bitcoin (BTC) atraiu a atenção de famosos que decidiram investir na criptomoeda pela primeira vez.

Do icônico apresentador Sérgio Mallandro ao empresário de sucesso Roberto Justus, existem seis famosos que já investiram em criptomoedas no Brasil. Em alguns casos, esses famosos se envolveram até em golpes que prometiam alto retorno com Bitcoin, entre eles podemos destacar Sérgio Mallandro, Roberto Justus, Amaury Júnior, Kim Kataguiri e Tiago Nigro (O Primo Rico).