Consultor em empreendedorismo David Johny dá dicas para iniciantes no Mercado de Ações

70

Pequenos investidores que quiserem se aventurar neste “jogo” devem sempre começar de modo conservador e ter paciência, afirma David Johny

As ações têm saído do desconhecido universo financeiro e caído no gosto de muitos brasileiros, em especial daqueles que sempre guardaram suas economias na poupança ou, quando muito, em títulos do Tesouro. “Hoje, pela baixa da Selic, a modalidade de investimento mais rentável são as ações na Bolsa de Valores”, afirma o consultor em marketing e empreendedorismo digital David Johny.

David Johny/ Fotos de: / MF Press Global

A recomendação de Johny para quem não sabe por onde começar são as empresas de tecnologia, “são as que têm mais valor de mercado e sustentabilidade atualmente, dessa forma, menor risco”. Ele aconselha grandes nomes como Facebook, Amazon, Google e Apple. Entre as brasileiras o destaque vai para o Itaú, também sólida. Entretanto, David destaca que os resultados neste meio são colhidos a longo prazo, portanto, colocar todos os recursos na Bolsa não é indicado para investidores pequenos ou iniciante, já que a liquidez não é a mesma da tradicional poupança ou do Tesouro Direto. “Investimento em bolsa é a longo prazo, se ao abrir o pregão a empresa tiver queda do índice e você sacar o dinheiro é loucura, é necessário ter consciência e cautela para interpretar e absorver o fato de que as quedas são momentâneas”, alerta. Diante destas flutuações, David Johnny explica que somente entre 5 e 10 anos é possível ver retorno.

Diversidade também é outra palavra de ordem na opinião do consultor. Ter 4, 5 ou até 10 carteiras é uma excelente forma de não perder dinheiro, “minha sugestão é diversificar a carteira, dividir o dinheiro entre as empresas escolhidas, um pouco em cada”. Além disso, cuidado nunca é demais, “tem o conservador e o arrojado, aquele que é mais agressivo, mas para quem começa a dica é ser mais conservador até entender como tudo funciona”, recomenda David Johny.

Por: Theresa Klein