BTG Pactual mantém Oi e inclui Vale e B3 em sua carteira recomendada para Fevereiro

230

Os analistas do BTG Pactual seguem apostando nas ações da Oi (OIBR3) e mantiveram os papéis em sua carteira mensal, as novas integrantes da carteira do mês de fevereiro são: B3 e Vale, que substituíram Rumo e Banco do Brasil.

BTG Pactual
BTG Pactual

A retomada econômica, a migração dos investidores para a renda variável e as menores taxas de juros ajustadas pela inflação continuam sendo os vetores mais importantes para alta das ações no Brasil, disseram estrategistas do BTG Pactual.

Para a equipe de estrategistas do banco carioca, liderada por Cadu Sequeira, a carteira está composta por ações atreladas ao consumo, como Lojas Renner e Localiza, assim como a infraestrutura e setor imobiliário comercial, como Gerdau e BR Properties. A fabricante de software Totvs dá ao investidor maior exposição à retomada econômica, enquanto mantendo a ação preferencial da Petrobras na carteira deixa o investidor exposto às decisões estratégicas da estatal de forcar em exploração e produção de petróleo, vender ativos não essenciais e reduzir sua dívida total. A decisão de adicionar Vale e retirar a Rumo da carteira obedece a recente queda no papel e ao múltiplo barato do papel. A outra mudança foi substituir a ação ordinária do Banco do Brasil pela da operadora da bolsa B3 – que têm caído recentemente com temores de aumento da concorrência. Completam a lista as ações ON da JBS e da Oi, cujo racional ficou mais atrativo após a venda de uma fatia de 25% na angolana Unitel, diz Sequeira.

Carteira Fevereiro
Carteira Fevereiro

Fonte: BTG Pactual