BCFF11 se recupera após queda com liberação de novas cotas

284

O BCFF11 abriu o pregão de ontem (09) com quase 7% de queda e chegou a preocupar alguns investidores se recuperou e opera em alta nesta terça-feira (10).

Ás 10:33 desta terça-feira (10) as cotas do BCFF11 subiam 1,20% sendo cotadas a R$ 99,68. A queda registrada no início do pregão de ontem ocorreu após as cotas da oitava emissão que foram comercializadas no final de setembro a R$ 85,00 entrarem nas contas dos novos cotistas, o que gerou uma grande corrida para realização de lucros.

BCFF11

De acordo com informações do site Founds Explorer, o BCFF11 é um fundo imobiliário do tipo papel FOF – Fundo de fundos. Seus investimentos são destinados primeiramente a aquisição de cotas de outros fundos imobiliários.

BCFF11
BCFF11

Fundo de fundos como o BCFF11 possuem um perfil de ser bem diversificado. Investindo em FOFs, o portfólio do fundo vai se dividir em uma variedade de fundos distintos.

FII BTG PACTUAL FUNDO DE FUNDOS é um fundo de investimento imobiliário do tipo ANBIMA renda gestão ativa de segmento títulos e valores mobiliários. É constituído sob a forma de condomínio fechado, com prazo de duração indeterminado, sendo regido por seu regulamento e pelas disposições legais que lhe forem aplicáveis.

Características do fundo BCFF11

Fundo Imobiliário BTG Pactual Fundo de Fundos foi constituído em agosto de 2009 e tem como objetivo principal a aquisição de cotas de outros Fundos de Investimento Imobiliário, bem como Certificados de Recebíveis Imobiliários (“CRI”), Letras Hipotecárias (“LH”) e Letras de Crédito Imobiliário (“LCI”).

O fundo terá por política básica realizar investimentos imobiliários de longo prazo, objetivando auferir rendimentos da cotas de outros fundos de investimento imobiliário que vier a adquirir.

Seus recursos serão aplicados, sob a gestão da Administradora, segundo uma política de investimentos definida de forma a proporcionar aos cotistas uma remuneração para o investimento realizado.

Destaca-se que o BCFF11 deverá respeitar os limites de aplicação por emissor e por modalidade de ativos financeiros estabelecidos nas normas aplicáveis aos fundos de investimento em geral.