7 Small Caps para ter na carteira em 2020

663

2019 foi um ano espetacular para as small caps, e 2020 impulsionadas pela retomada do crescimento econômico elas devem ter performances ainda melhores.

Tecnisa (TCSA3)
Tecnisa (TCSA3)

Entre as 7 Small Caps para ter na carteira em 2020, destacamos empresas do setor de construção civil, como Mills (MILS3), Gafisa (GFSA3) e Cyrela (CYRE3), esse foi o setor que mais subiu na bolsa em 2019 registrando alta de 70,6%.

Jorge Junqueira, sócio e responsável por ações na gestora Gauss Capital, indica a Tecnisa (TCSA3) como uma opção interessante entre as small caps.

“Após um follow-on em 2019 que permitiu que a companhia eliminasse sua alavancagem e reduzisse o custo de sua divida, a Tecnisa está pronta para voltar a crescer”, afirma Junqueira.

O setor financeiro também tem um representante: o Banco Pan (BPAN4). Segundo Junqueira, é um banco com expertise em crédito consignado e financiamento de veículos que tem buscado crescer também em cartão de crédito e outras linhas a partir da conta digital, se tornando um banco com uma oferta completa de produtos a clientes de classes mais baixas.

“Em 2019, o Banco Pan captou mais um menos R$ 520 milhões para investir majoritariamente em tecnologia e acelerar seu crescimento. Tais fatores possibilitam ao banco crescer bastante e com uma rentabilidade mais elevada.”

A Marfrig (MRFG3) também alimenta boas perspectivas do especialista da Gauss. Para ele, a companhia seguirá se beneficiando do bom momento do mercado de carne bovina americano e da demanda chinesa por fontes alternativas ao porco, que sofreu com a gripe africana.

Com isso, Junqueira espera que as margens da companhia sigam melhorando e aumentando a sua geração de caixa, que permitirá maior distribuição de dividendos aos seus acionistas ou aquisições que possam consolidar sua posição no setor.

“O setor de concessões rodoviárias também tem bom potencial de crescimento neste ano, já que o governo tem conseguido destravar a agenda de licitações”, diz Guimarães, da Levante.

O especialista recomenda os papéis da Santos Brasil (STBP3). “Quando aumenta o PIB, aumentam também as exportações e importações, ou seja, o movimento nos portos. As operações da companhia em Santos podem crescer de duas a três vezes o PIB.”

(Com informações de Anderson Figo/Infomoney)