3 investimentos populares para você abandonar de vez a poupança

106

Você sabia que não é necessário ser muito rico para investir e que é possível encontrar investimentos populares para você abandonar de vez a poupança? Infelizmente, algumas pessoas deixam de fazê-lo, porque acreditam que não têm dinheiro o suficiente. No entanto, existem vários tipos de investimento popular, que são mais acessíveis.

Investimentos Populares
Investimentos Populares

Pensando nisso, preparamos este post. Ao longo do texto, você encontrará 3 dicas para abandonar de vez a Poupança e fazer o seu dinheiro render mais. Leia até o fim para aproveitar as nossas recomendações!

POR QUE ABANDONAR A POUPANÇA?

A Caderneta de Poupança é muito popular entre os brasileiros, por conta da comodidade que ela oferece. Vinculada à conta-corrente em boa parte dos bancos, ele se mostra como uma opção segura e simples.

Entre as suas vantagens, vale mencionar que é isenta de IR (Imposto de Renda), não exige valor mínimo e é protegida pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito). Sendo assim, por que abandonar a Poupança e pensar em outras aplicações?

A hora de tirar o dinheiro da Poupança sempre chega, principalmente quando a inflação está em alta — algo bastante frequente em países economicamente instáveis. Isso porque a Caderneta não acompanha a inflação, ou seja, por mais que você não perca o seu dinheiro literalmente, ele desvaloriza e perde o poder de compra.

Na prática, é como se você perdesse o potencial de seu capital — e você não quer isso, não é mesmo?

Além disso, você também pode encontrar outras opções de investimento com rentabilidades melhores e tão seguras quanto a Poupança. Em algumas delas, aliás, é possível investir a partir de R$1,00.

Quais são os melhores tipos de investimentos populares?

1. CDB

O CDB (Certificado de Depósito Bancário) é um título que tem se tornado cada vez mais popular, graças ao baixo risco e à alta rentabilidade que ele pode oferecer aos investidores. Se você deseja uma alternativa segura em relação à Poupança, ele pode ser a solução.

Eles nada mais são do que títulos emitidos por instituições financeiras para custear as atividades de crédito. Estão abertos a qualquer pessoa física e jurídica, que podem adquirir esses ativos e receber a aplicação acrescida de juros — é como se você emprestasse o seu dinheiro ao banco.

Em virtude dessas especificidades, podemos dizer que os seus riscos são baixos. Afinal, a chance de uma instituição financeira falir é pequena e, caso isso aconteça, há um processo jurídico de recuperação. Além do mais, qualquer modalidade de CDB também é protegida pelo FGC. Essa entidade privada assegura aplicações de até R$250.000,00 por CPF e por banco.

Quais são os tipos de CDB?

Essa aplicação pode ser operada a partir de dois formatos: prefixado e pós-fixado. No primeiro, você sabe o valor que receberá na hora que vai investir. Imagine, por exemplo, que você investiu R$50.000,00 por um ano, com taxa de 10% ao ano. No final desse período, receberá o valor acordado, isto é, R$55.000,00.

No segundo formato, você sabe a qual indexador a aplicação está atrelada, mas não há como conhecer o rendimento exato. Os índices mais comumente utilizados são:

  • CDI: é o Certificado de Depósito Interbancário, que funciona como uma média das transações realizadas entre os bancos;
  • IPCA: é o Índice de Preços ao Consumidor Amplo, responsável por indicar oficialmente a inflação no Brasil.

Com um risco similar e um rendimento superior ao da Poupança, o CDB é uma ótima alternativa de investimento popular. A boa notícia é que, com apenas R$100,00, você já pode começar a aplicar. Portanto, faça simulações de rentabilidade e comece a se preparar.

2. LCI

Letra de Crédito Imobiliário (LCI) é um papel disponibilizado pelas instituições bancárias aos investidores, que podem adquiri-lo em troca de rendimento. Assim como no CDB, você receberá o valor investido acrescido de juros após um intervalo de tempo determinado previamente.

Ela também pode ser prefixada ou pós-fixada. Nesse caso, ela rende de acordo com as variações do CDI ou do IPCA. Se for prefixada, você já conhece a rentabilidade no ato da aplicação.

Vale ressaltar que a emissão de um título de LCI está associada à operação de crédito com garantia de imóvel. Na prática, a LCI também funciona como um empréstimo para a instituição bancária, a fim de que ela aplique no mercado imobiliário.

Quais são as principais características da LCI?

As LCIs são igualmente protegidas pelo FGC em até R$250.000,00, o que deixa esse investimento ainda mais seguro. Além disso, quando está atrelada ao IPCA, o seu dinheiro não será desvalorizado pela inflação.

Um de seus principais atrativos é a isenção do Imposto de Renda. Assim como acontece na Poupança, os rendimentos da LCI para pessoas físicas são isentos da principal tributação nacional.

3. LCA

LCA é a Letra de Crédito do Agronegócio — as suas semelhanças com a LCI vão além do nome. Afinal, elas funcionam de formas bastante similares.

As LCAs também são papéis emitidos pelos bancos. Quando você adquire um, é como se estivesse emprestando dinheiro à instituição. Nesse caso, as quantias são destinadas ao setor do agronegócio. Por consequência, aplicar nesse título é uma maneira de financiar esse segmento tão relevante para a economia nacional.

Elas podem ser negociadas como prefixadas ou pós-fixadas. Na segunda modalidade, a rentabilidade fica atrelada a algum indicador econômico. Os mais comuns são CDI e IPCA, a exemplo dos outros investimentos populares. Como mencionamos, um título associado ao IPCA faz com que o seu dinheiro mantenha o poder de compra.

As Letras de Crédito do Agronegócio também são muito seguras — aplicações até R$250.000,00 estão protegidas pelo FGC. Outro ponto interessante é a isenção do Imposto de Renda, o que deixa essa aplicação ainda mais atrativa.

O investimento mínimo médio para começar a investir em LCIs e LCAs é de R$5.000,00, geralmente. No entanto, muitas vezes, é possível encontrar títulos por menos de R$1.000,00. Lembre-se de que ambas só podem ser resgatadas após o período de 90 dias, ok?

Existem algumas opções de investimento popular melhores que a Poupança disponíveis no mercado. Aplique o seu dinheiro em alguma delas e conquiste bons rendimentos sem abrir mão da segurança.

Fonte: Blog Sofisa Direto